segunda-feira, 21 de agosto de 2017

O preço da verdade (2)


Então esses oficiais foram ver o rei e disseram: “Esse homem deve morrer ! Suas palavras vão desanimar os poucos soldados que restam, bem como todo o povo. Ele não busca o bem, mas a desgraça da nação”. (Jeremias 38.4)

Verdadeiros amigos não são os que falam somente para nos agradar, mas aqueles que de modo corajoso e humano nos dizem o que precisamos escutar.

domingo, 20 de agosto de 2017

O preço da verdade (1)


Pasur, Jucal, filho de Semelias, e Pasur, filho de Maquias, ouviram o que Jeremias dizia a todo o povo: “Assim diz o SENHOR: ‘Todos que ficarem em Jerusalém morrerão por guerra, fome ou doença, mas os que se renderem aos babilônios viverão. A recompensa deles será a vida; eles viverão !’. Assim diz o SENHOR: ‘A cidade de Jerusalém certamente será entregue ao exército do rei da Babilônia, que a conquistará’”. (Jeremias 38.1-3)

Eu posso até não gostar de ouvir a verdade, mas devo admitir que não há outra maneira de transformar a minha realidade.

sábado, 19 de agosto de 2017

Entre a benção e a maldição (7)


O coração humano é terrivelmente sombrio e enganoso, um enigma que ninguém consegue decifrar. Mas eu, o Eterno, investigo o coração e examino a mente. Eu examino o coração humano, vou à raiz de tudo. Eu trato o homem como ele é na realidade, não pela aparência.” (Jeremias 17.9-10).

Ah, quanta bobagem poderia ser evitada apenas admitindo que minha capacidade de enxergar a vida é muito limitada.

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Entre a benção e a maldição (6)


Feliz é quem confia no Senhor … não se incomoda com o calor, e suas folhas continuam verdes. Não teme os longos meses de seca e nunca deixa de produzir frutos. (Jeremias 17.7-8)

A verdadeira benção não está em querer evitar o sofrimento, mas ser capaz de enxergar em qualquer circunstância uma oportunidade de crescimento.

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Entre a benção e a maldição (5)


Feliz é quem confia no Senhor … é como árvore plantada junto ao rio, com raízes que se estendem até as correntes de água. (Jeremias 17.7-8).

Somente aquilo que vivemos com profundidade é capaz de nos transformar de verdade.

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Entre a benção e a maldição (4)


Feliz é quem confia no Senhor, cuja esperança é o Senhor. (Jeremias 17.7)

Felicidade depende bem mais de como nosso interior percebe o que nos acontece do que de fato se passa ao nosso redor.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Entre a benção e a maldição (3)


Maldito é … quem afasta seu coração do Senhor. (Jeremias 17.5)

Maldição não é tanto aquilo que dos outros recebemos mas quase sempre a consequência da escolha que nós mesmos fazemos.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Entre a benção e a maldição (2)


Maldito é … quem se apoia na força humana. (Jeremias 17.5)

Quem se acha capaz de resolver tudo no braço, cedo ou tarde descobre que esse caminho transforma a própria vida num grande embaraço.

domingo, 13 de agosto de 2017

Entre a benção e a maldição (1)


Maldito é quem confia nas pessoas. (Jeremias 17.5)

Não conseguirei me relacionar de uma maneira saudável com ninguém se acredito que dependo do outro para ser alguém.

sábado, 12 de agosto de 2017

Fazendo a diferença (7)


Eles lutarão contra você, mas não vencerão, pois estou com você e o protegerei. Eu, o SENHOR, falei!”. (Jeremias 1.19)

Quem do que é certo jamais abre mão tem que se dispor a pagar o preço da rejeição.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Fazendo a diferença (6)


“Levante-se e prepare-se para agir; diga-lhes tudo que eu ordenar. Não tenha medo deles, senão o farei parecer medroso diante deles.” (Jeremias 1.17)

Coragem não é ausência do medo mas a decisão de agir mesmo que o receio tente nos impedir.

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Fazendo a diferença (5)


Então o SENHOR falou comigo outra vez e perguntou: “O que vê agora?”. Respondi: “Vejo uma panela fervendo, derramando-se do norte para cá”. O SENHOR disse: “Terror vindo do norte ferverá e se derramará sobre o povo desta terra.”  (Jeremias 1.13-14)

Temos liberdade para fazermos nossas escolhas mas seremos sempre prisioneiros das consequências.

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Fazendo a diferença (4)


Então o SENHOR me disse: “O que você vê, Jeremias?”. Eu respondi: “Vejo o ramo de uma amendoeira”. “ Você viu bem”, disse o SENHOR. “Isso significa que estou vigiando e certamente realizarei todos os meus planos.” (Jeremias 1.11-12)

De nada adianta grandes planos realizar sem que durante a execução nos pequenos detalhes queiramos atentar.

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Fazendo a diferença (3)


Então o SENHOR estendeu a mão, tocou minha boca e disse: “Veja, coloquei minhas palavras em sua boca ! Hoje lhe dou autoridade para enfrentar nações e reinos, para arrancar e derrubar, para destruir e arrasar, para edificar e plantar”. (Jeremias 1.9-10)

Nunca saberemos o quão longe podemos chegar sem que o primeiro passo corramos o risco de dar.

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Fazendo a diferença (2)


Então eu disse: “Ó Soberano SENHOR, não sou capaz de falar em teu nome! Sou jovem demais para isso!”. (Jeremias 1.6)

Diante do desafio ninguém nunca está pronto, pois é por meio dele que podemos crescer.

domingo, 6 de agosto de 2017

Fazendo a diferença (1)


“Eu o conheci antes de formá-lo no ventre de sua mãe; antes de você nascer, eu o separei e o nomeei para ser meu profeta às nações”. (Jeremias 1.5)

Ninguém veio a este mundo por acaso, mas corremos o risco de passar toda nossa existência sem consciência do propósito de porque estamos aqui.

sábado, 5 de agosto de 2017

A fé que transforma (7)


Ainda que a figueira não floresça e não haja frutos nas videiras, ainda que a colheita de azeitonas não dê em nada e os campos fiquem vazios e improdutivos, ainda que os rebanhos morram nos campos e os currais fiquem vazios, mesmo assim me alegrarei no SENHOR; exultarei no Deus de minha salvação ! (Habacuque 3.17-18)

A fé que transforma produz uma alegria de viver que vai além do que as circunstâncias nem sempre podem oferecer.


sexta-feira, 4 de agosto de 2017

A fé que transforma (6)


O Senhor, porém, está em seu santo templo; toda a terra cale-se diante dele. (Habacuque 2.20)

A fé que transforma sabe que é preciso aceitar o que não é possível mudar.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

A fé que transforma (5)


Mas o justo viverá por sua fé (Hc 2.4)

A fé que transforma tem consciência de que cada um deve fazer sua parte mas não se ilude com o caminho da autossuficiência.


quarta-feira, 2 de agosto de 2017

A fé que transforma (4)


Então o Senhor me disse: “Escreva minha resposta em tábuas, para que se possa ler depressa e com clareza.” (Habacuque 2.2)

A fé que transforma sabe que tudo passa mas confia que no final é a Verdade que prevalece.

terça-feira, 1 de agosto de 2017

A fé que transforma (3)


Subirei até minha torre de vigia e ficarei de guarda. Ali esperarei para ver o que ele diz, que resposta dará à minha queixa. (Habacuque 2.1)

A fé que transforma não deixa de pedir mas sabe que tem que aprender a esperar.