domingo, 8 de fevereiro de 2009

O poder da meta

"Assim corro também eu, não sem meta; assim luto, não como desferindo golpes no ar."
(1 Co 9.26)


Não sei se você tem alguma meta na sua vida. Fortaleza já tem uma e bastante ousada. Ao lado de outras 16 cidades do País, a capital do sol disputa uma das 12 vagas para sediar os jogos da Copa de Mundo de 2014. Embora o resultado seja divulgado pela FIFA apenas em 20 de março, esse anseio tem unido governos, empresariado e a própria população.


Toda meta inspiradora tem um elevado poder. Pouca coisa possui a imensa capacidade para cativar mentes e corações quanto um objetivo grandioso. Alvos desafiadores mobilizam recursos que de outra forma não existiriam. Um propósito comum substitui a rivalidade pela vitalidade da união. Um objetivo claro gera um senso de que facilita as decisões. Os sonhos se constituem em fonte inesgotável de coragem, criatividade e ânimo diantes das situações adversas.


Devo admitir que nem todos alvos que imaginei na minha vida consegui transformar em realidade. Mas é fato que aquelas conquistas que hoje considero mais relevantes já existiam de algum modo na minha imaginação. Talvez tenha sido assim também com você, ao experimentar a força da meta em trazer à existência o que antes estava apenas na sua mente.


Por isso, pense seriamente em começar a estabelecer metas para sua vida. Se você já as tem, tire um tempo para revê-las. E não esqueça que suas metas devem ser inteligentes (
smart, em inglês): específicas (specific), mensuráveis (measurable), alcançáveis (achievable), relevantes (relevant) e dentro de um tempo definido (time-bound).

Publicado no jornal O Povo

Um comentário:

OSCAR SARQUIS disse...

Basear nossa vida em projetos, definindo uma meta final para cada um deles, e estruturando nossa caminhada em metas parciais é importante conforme você escreve. Resta-nos uma dúvida sempre presente: quais as mestas relevantes em nossa vida? Como definir um projeto realmente importante, que nos torne felizes e motivados?