sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Quem não precisa de esperança ?

“ Noé esperou mais sete dias e soltou a pomba de novo.
Ela voltou à tardinha, trazendo no bico uma folha verde de oliveira.
Assim Noé ficou sabendo que a água havia baixado.” (Gn 8.10, 11)

Eu precisava muito de uma cópia daquele documento. Confesso meu desânimo quando lembrava que o original tinha mais de vinte e oito anos. Mesmo assim fui tentar obter uma segunda via. Quando chego no local, dou de cara com um colega. Reacendeu a esperança. Era o porteiro da Instituição e logo deu-me as orientações necessárias. Em dez minutos eu estava com a cópia do documento em mãos.

É um exemplo simples. Mas lembrou-me a importância da esperança. Sem ela vem o desânimo e o abatimento . Porém, quando chega traz consigo nossos sonhos, recriando o futuro.

Quem não precisa de esperança num mundo inundado pelo ceticismo e dúvida ? Os sinais de um futuro sombrio são claros. Na Noruega, por exemplo, foi inaugurada a “Arca de Noé verde”. Destinada a abrigar até 4,5 milhões de sementes, funcionará como uma rede de segurança alimentar, prevendo possíveis catástrofes naturais, guerras e mudanças climáticas.

De acordo com o texto bíblico transcrito acima, Noé também precisava de esperança. Foram quarenta dias de um dilúvio onde só restaram os sobreviventes preservados na arca por ele construída. De que adiantava abrir a janela que havia feito na arca ? Era só água que via. Nenhum sinal de vida. Um cenário monótono que tornava difícil imaginar uma visão mais bonita.

Como Noé, eu precisava de um ramo de esperança. Talvez seja essa também a sua situação. Não a certeza de solução imediata, mas a perspectiva de que haverá uma saída. Para Noé, a esperança veio no ramo de oliveira trazida pelo pássaro. Mais do que um simples pedaço de árvore, a ave trouxe esperança. E com ela, lições importantes para todos nós:
1. Não coloque nas coisas deste mundo toda a sua esperança;
2. Jamais duvide no dilúvio do que Deus lhe disse em terra seca;

3. Continue perseverando naquilo que é a sua parte;
4. Esteja atento aos ramos de esperança que estão chegando até você;
5. Mas lembre-se também de levar a esperança para a vida de outros.

Um comentário:

Luciana disse...

Gostei demais, você realmente escreve muito bem.
DEUS abençoe este seu Ministério.